sábado, 31 de janeiro de 2015

Depoimento de um pai que visitou a cidade de Kursk onde sua filha cursa Medicina na Universidade Estatal KSMU

Com a palavra nosso querido, eloquente, comprometido e intelectual Dirceu Jose Ferreira, Engenheiro Elétrico da CPFL-SP. Atua também  como Professor na Universidade São Francisco em Campinas -SP

Estive em Kursk no período de 22/12/2013 a 02/01/2014 para visitar minha filha Raquel Cipriano Ferreira, que estuda na Faculdade de Medicina de Kursk. 

Foi uma experiencia muito gratificante, pois pude acompanhar o dia a dia da minha filha ainda no seu período de aula, pois lá as aulas não sofreram interrupção por causa do natal e feriado de ano novo. 



Visitei a Faculdade, conheci alguns colegas da Raquel e principalmente o centro da cidade e o bairro onde ela mora.


Fiquei bem impressionado com a cidade pela infra estrutura que ela oferece de transporte a um custo bem acessível não só para os habitantes como também para os estudantes. A tarifa de transporte coletivo varia de 10 a 12 Rublos, o que equivale a menos de R$ 0,70. 

O taxi também é barato.


A cidade conta com teatros, faculdades de artes, música, engenharia. agronomia, letras, direito, enfermagem e inúmeros outros cursos.


A alimentação básica é carne de porco, frango, batata. repolho, pimentão a vontade. A carne de boi é cara, mas o peixe, camarão são bem acessíveis.


A faculdade está localizada no centro da cidade. A moradia  próxima a ela é mais cara do que em bairros. No centro o aluguel pode ser de Ru$ 14000,00, enquanto no bairro que a Raquel mora é em torno de Ru$ 8000,00. Ainda há o custo de serviços públicos que podem variar em torno de R$ 1200,00, incluindo serviço de internet. Para referência 14 Rublos equivale a 1 Real.


Por ser um país que saiu de um regime fechado, notei uma grande evolução na modernização dos serviços (caixas eletrônicos para saque e diversos serviços). Pareceu-me que a Russia assumiu o capitalismo com grande capacidade.


A faculdade é rígida nos horários e cobrança das aulas que os alunos por ventura perdem. Os alunos são obrigados a repor as aulas. Segundo informações é a única faculdade na Russia que ainda aplica este método.


Este ano, os alunos não puderam fazer a tradicional apresentação de natal, a qual é considera créditos aos alunos participantes, por questão religiosa. A faculdade incentiva a promoção durante o ano de eventos que destacam a cultura dos povos, assim acontecem apresentações como Brasil-Night, Nigéria-Night, etc.


Há uma diversidade de alunos de várias nacionalidades (Índia, Nigéria, Malásia, China, etc), o que agrega um valor inestimável de cultura a todos que lá estudam.


Em conversa com alguns estudantes, confirmaram a seriedade da instituição e o rigor, porém reclamaram que em alguns casos o esforço dedicado muitas vezes não é reconhecido, o que causa um certo descontentamento por parte dos alunos. 


Criei alguns álbuns destacando pontos que considerei importantes nesta viagem. Visitem a pagina no facebook>>
https://www.facebook.com/zedi.ferreira?fref=ts






Um comentário:

  1. Oi Dirceu, meu nome é Edna, esse perfil é da minha filha. Estive em Kursk com meu marido e minha filha, no período de 31 de dezembro/14 a 16 de janeiro/15 visitando meu filho, Gustavo, que estuda medicina na mesma universidade que sua filha Raquel. Lá, tivemos a oportunidade de conhecê-la, pois meu filho e ela congregam na mesma igreja. Ela, gentilmente, nos convidou para almoçar em seu apartamento. Preparou-nos um prato delicioso e tivemos um tempo muito agradável juntos. Ela é um amor. Parabéns por ser pai de uma moça tão determinada, gentil, focada em seus objetivos e que, certamente, continuará fazendo diferença na vida dos que estão à sua volta. Quanto à cidade, custo de vida, método de ensino e infra-estrutura do local, estou de pleno acordo. Meu filho está determinado a alcançar o objetivo que traçou. Se Deus quiser, veremos novos profissionais da área da saúde atuando com competência . Nossa experiência foi inesquecível. Não vemos a hora de visitá-lo novamente. Um grande abraço.

    ResponderExcluir